Noticias

08/05/2020 11:29

DISTANCIAMENTO SOCIAL: O que é? Qual importância em casos de pandemia viral?

Diante da ameaça do novo coronavírus, boa parte do mundo adotou estratégias de restrição de contato social entre os seus cidadãos. Por esse motivo as Entidades Empresariais fizeram uma pequena explanação sobre a importância do DISTANCIAMENTO SOCIAL em tempos de pandemia, confira:

Nos últimos dias as expressões “distanciamento social” e “isolamento social” têm sido usadas com frequência pelo Ministério da Saúde, governos estaduais e profissionais da área. Mas, afinal, o que é isso e por que é importante adotar essas medidas?

A covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, é assintomática em 86% dos casos, de acordo com João Gabardo, secretário executivo do Ministério da Saúde. Isso significa que a maioria das pessoas infectadas sequer sabe que está doente, que dirá ser diagnosticada. Essa característica dificulta a contenção da doença, pois se o infectado não é diagnosticado, não é possível isola-lo e ele irá espalhar o problema sem nem saber disso.

Diante disso, a única forma de reduzir o risco de infecção é manter distância de outras pessoas. E é exatamente esse o significado de DISTANCIAMENTO SOCIAL: ficar longe o suficiente de outras pessoas para que o coronavírus – ou qualquer patógeno – não possa se espalhar.

O distanciamento social é uma medida importante para garantir a saúde de uma população diante da ocorrência de uma pandemia, como a que estamos vivendo agora com o Coronavírus. Esse distanciamento ajuda a reduzir o número de casos da doença e evitar também um colapso do sistema de saúde. A medida é fundamental para frear o avanço da doença em vários países.

 

 

O Ministério da Saúde recomenda manter uma distância de, segundo especialistas em saúde, no mínimo, 1,5 metro. É importante respeitar essa orientação porque o coronavírus não é transmitido pelo ar, mas pelo contato com gotículas expelidas por um indivíduo contaminado e essa distância mínima é a necessária para que você não seja atingido por possíveis gotículas que saem da boca da pessoa quando ela fala, por exemplo.

“Cada pessoa infectada, mesmo que assintomática, transmite o vírus para duas ou três pessoas. Se as pessoas não pararem de circular há um grande risco de ela transmitir a doença para uma pessoa mais suscetíveis e que pode desenvolver formas graves da doença”, afirmou a infectologista Denise Cotrim, do Centro Saúde-Escola Germano Sinval Faria da Fiocruz.

O distanciamento social vai além e também significa não tocar em outras pessoas, o que inclui apertos de mão, abraços, beijos, entre outros. O toque físico é a maneira mais provável de uma pessoa pegar o coronavírus e a maneira mais fácil de espalhá-lo, por isso, neste momento a maior demonstração de carinho que você pode dar para alguém querido é ficar longe dela. Seguindo essas regras simples, é possível reduzir consideravelmente a velocidade de propagação do coronavírus. Portanto, combater o vírus está ao alcance de nós mesmos. Se cada um fizer a sua parte, será possível.

 

 

 

ASCOM - ESPAÇO EMPRESARIAL
Mayara Cardoso Sampaio


Contato

© 2018 Espaço Empresarial de Santo Antônio de Jesus . Todos os Direitos Reservados.