Noticias

03/12/2019 08:57

ENTIDADES EMPRESARIAIS REALIZAM MONITORIA DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE 2019

Planejamento estratégico é um tema recorrente nas empresas e instituições, sejam elas, públicas ou privadas. Por esse motivo, a maioria das organizações bem estruturadas cria, anualmente, um planejamento estratégico. Mas será que esse esforço faz sentido, se não houver o controle e avaliação desse planejamento estratégico?

O planejamento estratégico de uma empresa precisa de acompanhamento e avaliação de resultados constante. Essas atividades de planejamento estratégico são necessárias tanto para mensurar os resultados obtidos, quanto para avaliar o andamento dos objetivos globais e específicos da empresa. E isso se faz por meio do acompanhamento de metas e indicadores.

Por esse motivo, ao longo dos anos, as Entidades Empresariais vêm realizando seu planejamento estratégico, sendo esta uma ferramenta que auxilia e favorece a comunicação interna, identifica ameaças e oportunidades, permite planejar investimentos e mudanças de mercado, melhora a tomada de decisões, ajuda no fortalecimento da instituição, entre outros aspectos.

Dessa forma, na última sexta-feira (29/11), aconteceu mais uma monitoria, que continuou indicando um resultado global muito produtivo, atingindo a marca de 71% das ações propostas já em andamento ou concluídas.

Durante a monitoria, foram avaliadas as ações desenvolvidas pelas comissões que englobam as principais áreas do Espaço Empresarial: Controle Financeiro e Contabilidade; Desenvolvimento de Pessoas/Processos Internos; Desenvolvimento Institucional/Comunicação e Marketing; Desenvolvimento Local/Sustentável e Defesa do Associado e Comercial/Soluções.

Os resultados obtidos vêm mostrando que a Associação Comercial, a Câmara de Dirigentes Lojistas e o Sindicato Patronal do Comércio, além de terem um trabalho conjunto, estão se habituando e fortalecendo essa cultura do planejar. Mesmo cientes que muita coisa tem que ser feita internamente ainda e deve ser mudada, é percebido os passos largos que estão sendo dados a cada novo planejamento.

Para o gerente das Entidades Empresariais, Wenderson Brito, “Planejamento de longo prazo não lida com decisões futuras, mas com um futuro de decisões presentes”, ou seja, a dinâmica do planejamento estratégico deve conter um plano de acompanhamento de metas e indicadores para que se possa assegurar que o “futuro” esteja se realizando como planejado, “fazendo as coisas certas”. Assim, sem definir indicadores de planejamento estratégico, o trabalho de qualquer empresa e/ou instituição não fará sentido algum.

 

 

 

ASCOM - Espaço Empresarial


Contato

© 2018 Espaço Empresarial de Santo Antônio de Jesus . Todos os Direitos Reservados.